Battlefield 5 é a nova empreitada de uma das mais famosas franquias FPS da história. O jogo, que chegará ao mercado no dia 20 de novembro para PS4, Xbox One e PC, trará um dos mais belos gráficos da atual geração, e contará com diversos modos multiplayers, inclusive um Battle Royale. O TechTudo testou a versão demo para PC na BGS 2018 e conta tudo. Confira:

Imergindo na Segunda Guerra Mundial

Se a intenção da EA DICE é levar o colocar o jogador dentro do conflito histórico, o tiro acertou em cheio. Battlefield 5 continua bebendo na fonte de um dos maiores confrontos da história da humanidade, buscando levar o jogador a ser um dos milhões de combatentes que participaram do evento.

Battlefield 5 — Foto: Divulgação

A demo que tive a oportunidade de jogar na BGS 2018 era exclusiva para PCs. As máquinas, munidas de uma GeForce RTX 2080 Ti, permitiam que o game rodasse com todas as configurações no máximo, mostrando que o FPS também quer se destacar como um dos mais belos games de todos os tempos.

Depois de escolher minha classe e armamento, sou levado a um ponto do mapa onde cerca de 30 aliados aguardam o início do confrontro. Nesse momento, só consigo prestar atenção na quantidade de detalhes que o jogo traz, como paralelepipedos fora do lugar ou detalhes internos de carros destruídos pelas ruas e vielas.

Battlefield 5 — Foto: Divulgação

Ao me aproximar de meus aliados, também percebo o quanto eles estão bem reproduzidos. Tanto pela composição de suas vestimentas, como pelas expressões faciais que revelam a tensão de se batalhar em uma guerra dessas proporções.

Com o game rolando, procurei me manter ao lado de meus aliados, mas a presença de tantos jogadores no mesmo time atrapalha qualquer tipo de comunicação e estratégia. De um lado aliados correndo como se estivessem entrando em um aniversário de algum supermercado, do outro, campers muito bem escondidos e sem a menor pressa de sair de suas posições. Tive que traçar uma estrátégia meio solitária para sobreviver e eliminar o máximo de oponentes possíveis.

Battlefield 5 teve um novo trailer que mostra muita ação e alguns de seus mapas para a GamesCom 2018 — Foto: Reprodução/Gematsu

Para isso, busquei sempre as armas fixas do cenários, como metralhadoras de um calibre mais alto. Porém, a brincadeira dura pouco, pois com a quantidade de inimigos pelo mapa, rapidamente eu era encontrado e abatido. Pelo menos o tempo de respawn é bem curto, e rapidamente já estava de volta ao combate.

A ambientação na Segunda Guerra Mundial limita um pouco a variedade de armas. Sendo assim, nada de miras tecnológicas ou artefatos futuristas, em BF5 o jeito é se virar com metralhadoras com miras imprecisas e fuzis que precisam de recarga a cada tiro. Mas não encare isso como uma desvantagem, muito pelo contrário, essa limitação deixa o combate mais nivelado, prevalecendo muito mais a habilidade do jogador do que a qualidade do seu equipamento.

Battlefield 5 — Foto: Divulgação

Depois de cerca de dez minutos de combate, meu time se sagrou campeão. No entanto, quem realmente ganha com BF5 são os fãs da franquia, que tem pela frente um game que respeita suas origens ao mesmo tempo em que traz um visual de cair o queixo e inova com seus modos de jogo. Mal posso esperar por seu Battle Royale!

Comentarios

Comentarios

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here