O Tribunal Regional Eleitoral de Rondônia (TRE-RO) votou na tarde desta terça-feira (29) pelo indeferimento do pedido de registro de candidatura da ex-prefeita de Vilhena, Rosani Donadon (MDB).

Ao tentar registrar seu nome junto a Justiça Eleitoral, a candidata foi barrada pelo juiz de Vilhena (RO), no Cone Sul, que a considerou responsável pela anulação da eleição de 2016. Na época, a prefeita foi eleita, mas cassada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Com o mesmo entendimento do juiz eleitoral de Vilhena, o TRE-RO manteve o indeferimento do pedido de candidatura, por 6 votos a 1. Como a candidata ainda pode recorrer ao TSE, o nome dela continua nas urnas.

O advogado de defesa de Rosani, Manoel Veríssimo, disse que vai aguardar a publicação da decisão para recorrer no TSE. O prazo é de 24h após a publicação da decisão.

A eleição suplementar para definir o novo prefeito de Vilhena será realiazada no dia 3 de junho.

Entenda

Rosani perdeu o mandato de prefeita em 12 de abril de 2018 por decisão do TSE. Na época, os ministros entenderam que Rosani estava inelegível quando foi eleita prefeita em 2016. Essa inelegibilidade é em decorrência de condenações em colegiado por abuso de poder econômico e político nas eleições de 2008.

Comentarios

Comentarios

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here