Câncer de intestino é uma doença que vem aumentando nas grandes cidades especialmente entre os jovens. O Bem Estar desta terça-feira (5) explica a relação da doença de Chron e da Retocolite com o câncer de intestino. Por que estas pessoas devem ficar mais atentas? E quais os amigos e inimigos do seu intestino? Como saber que você está exagerando no laxante?

A nutricionista Juliana Guerrero explica que comer muita carne processada pode aumentar o risco. E sabe o que mais aumenta as chances? Doença de Chron e Retocolite. A Dra. Adriana Agnelli, cirurgiã do aparelho digestivo, vai explicar porque.

Uma recomendação simples para prevenir a doença é ficar atento aos sinais do seu corpo. E mais: por que algumas pessoas respondem bem a quimioterapia e outras não?

Bactérias do corpo influenciam no surgimento do câncer de intestino

Bactérias do corpo influenciam no surgimento do câncer de intestino

Cerca de 20% dos casos de câncer de intestino não têm qualquer sintoma. Todo sangramento ao evacuar deve ser investigado, assim como anemias difíceis de tratar, emagrecimento sem explicação e dores abdominais constantes.

Já existem estudos para tornar o sangue oculto nas fezes um exame para o rastreamento de câncer na população em geral de locais com crescimento de registros, como o estado de São Paulo. Isso porque nos últimos anos, a doença avançou principalmente nos locais mais desenvolvidos e entre jovens, associada ao estilo de vida das grandes cidades, que dificulta o consumo de comida natural. Em nível individual, alguns profissionais recomendam diretamente a colonoscopia, exame mais caro e com mais riscos, mas que permite, por outro lado, a investigação de pólipos, pois localiza essas alterações na parede do tubo digestivo, e viabiliza sua retirada para análise.

Alimentação

Conheça o que ajuda e o que compromete o intestino

Conheça o que ajuda e o que compromete o intestino

A alimentação rica em verduras, legumes e frutas garantem as fibras, que ajudam a reunir os detritos para jogá-los fora, já a hidratação facilita a eliminação e o exercício físico, como as caminhadas, garante a mobilidade intestinal necessária para a evacuação. Quando um desses elementos falta, pode haver constipação. Fibras sem água e movimento deixam o intestino travado. Por outro lado, existe um falso amigo muito requisitado, que é o laxante. Ele pode irritar o intestino e prejudicar seu peristaltismo com o uso prolongado.

Doenças intestinais

Pólipos no intestino podem acender alerta para risco de câncer

Pólipos no intestino podem acender alerta para risco de câncer

Pessoas com a doença de Crohn e a Retocolite ulcerativa têm maior risco de câncer porque elas geram alterações na mucosa gástrica, como inflamação e lesões. Também portadores de uma doença, que gera múltiplos pólipos na mucosa e que tem origem familiar têm maior risco.

Comentarios

Comentarios

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here