Um garoto de 11 anos, que vendia picolé para ajudar no sustento da família, foi cruelmente atacado na tarde deste sábado, 21, na Rua 622, no bairro Belém, em Vilhena.

De acordo com a própria vítima, ele relatou a reportagem doExtra de Rondônia, que estava vendendo picolé pelo bairro para ajudar no sustento da família, quando um homem moreno, alto e magro, se aproximou de bicicleta e falou que queria comprar sorvete.

De pronto o garoto parou, o homem consumiu cerca de 5 picolés e logo após, sacou uma faca e anunciou o assalto.

O ladrão usando de violência contra o menino cortou a roupa dele com a faca e ainda fez riscos no braço dele dizendo que iria matá-lo.

Depois com as tiras das roupas da vítima, amarrou o garoto no carrinho e o jogou num buraco. Além disso, disse para o menino se ele escapasse e chamasse a polícia o encontraria e o matava. O bandido levou do picolézeiro R$ 30 em dinheiro que ele havia vendido de sorvetes.

O garoto passou cerca de 2 horas dentro do buraco, pois não conseguia sair devido à forte chuva que caiu logo após o assalto. E, ainda amarrado ao carrinho.

Quando a chuva passou, pessoas que passavam pelo local escutaram os gritos de socorro do garoto. Mesmo vendo o menino dentro do buraco sem roupa, molhado e com frio, não o socorreram, chamaram a polícia que quando chegou retirou a vítima e o levou até a casa dele.

Após a vítima se recuperar do susto, os militares o levaram juntamente com sua mãe para a Delegacia de Polícia Civil, onde foi registrado o Boletim de Ocorrência.

Comentarios

Comentarios