Empresa testa protótipo de avião supersônico capaz de fazer Brasil-EUA em 4,5 horas

0
109

A empresa Spike Aerospace, sediada em Boston, Estados Unidos, anunciou que iniciará os testes de um avião de passageiros supersônico. Chamado SX-1.2, trata-se de um protótipo, em escala menor, do S-512, modelo final que deve fazer voos comerciais a partir de 2023. Na velocidade pretendida, de Mach 1,6, ele conseguiria voar do Brasil para os Estados Unidos, por exemplo, em apenas 4,5 horas, uma redução de 50% do tempo médio de um avião convencional.

Esse primeiro teste, anunciados recentemente, tem como objetivo analisar a estabilidade e o controle da aeronave em velocidade baixa, um cenário crítico para as operações de pouso e decolagem.

O SX-1.2, como dito, é o primeiro de uma série de protótipos feitos para validar o S-512, modelo comercial da Spike Aerospace. O objetivo, ao final dos testes, é viabilizar o S-512 para voar a 1.770 km/h (Mach 1,6) com autonomia de até 10 mil quilômetros. Ele deverá comportar até 22 passageiros e, segundo a fabricante, “produzir um estrondo sônico quase inaudível”.

Aviões comerciais de grande porte, como o Airbus 380, o maior do mundo, têm velocidade máxima de 980 km/h, cerca de metade da alcançada pelo S-512. Até hoje, apenas dois aviões supersônicos fizeram voos comerciais: o soviético Tupolev Tu-144, entre 1968 e 1997; e o franco-britânico Concorde, entre 1969 e 2003.

A expectativa da Spike Aerospace é, após esse primeiro teste, progredir nos próximos anos com modelos em escalas maiores e focando em desafios pontuais. Ano que vem, começarão os testes em alta velocidade; em 2019, os voos tripulados; e, dois anos depois, em 2021, a empresa espera colocar o S-512 em operação já visando os voos comerciais, esses planejados para 2023.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here