Filho de Trump muda versão sobre encontro com advogada russa

Filho de Trump muda versão sobre encontro com advogada russa

by -
0 58
Trump Hotel Expansion

Donald Trump Jr. mudou durante o fim de semana a sua versão sobre o encontro com uma advogada russa em meio à eleição americana de 2016.

O filho mais velho do presidente americano, segundo o “New York Times”, se encontrara com Natalia Veselnitskaya, advogada ligada ao Kremlin, no dia 9 de julho de 2016 na Trump Tower. Também participaram do encontro Jared Kushner, genro e assessor de Trump, e Paul J. Manafort, o homem então à frente da campanha.

Trump Jr. disse neste domingo (9) que se encontrou com a advogada porque ela dizia ter informações sobre a presidenciável democrata Hillary Clinton. No sábado (8), o filho do presidente não mencionou Hillary ao falar sobre o encontro, no qual teria sido discutido um antigo programa de governo que facilitava a adoção de crianças russas por famílias americanas.

O porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov, afirmou nesta segunda-feira (10) que o governo russo desconhece o encontro, não sabe quem é Veselnitskaya e que “não consegue acompanhar” todos os encontros que advogados russos mantêm na Rússia ou no exterior.

A reunião é a primeira que se tem notícia de membros do alto escalão da campanha de Trump com russos —e o primeiro envolvendo também o filho mais velho do presidente.

Julio Cortez – 24.mai.2017/Associated Press
Donald Trump Jr. usa o celular para tirar foto em evento no clube de golfe da família Trump
Donald Trump Jr. usa o celular para tirar foto em evento no clube de golfe da família Trump

Veselnitskaya é mais conhecida por sua oposição à lei americana que coloca em uma lista negra russos suspeitos de abusos de direitos humanos. O presidente russo, Vladimir Putin, suspendeu as adoções americanas de crianças russas em retaliação à essa lei.

A advogada russa é casada com um ex-vice-ministro de transportes da região de Moscou, e tem como clientes empresas estatais e o filho de um alto funcionário do governo, cuja empresa estava sob investigação nos EUA na época do encontro, segundo o jornal.

O FBI (polícia federal americana) e o Congresso estão investigando a possível interferência russa nas eleições de 2016 -e a relação de membros da equipe de campanha de Donald Trump com Moscou.

A questão foi assunto prioritário no primeiro encontro de Trump com o presidente russo, Vladimir Putin, na última sexta (7), na Alemanha. Após a reunião, os dois governos deram versões diferentes para a conversa. Enquanto Putin disse ter sentido que Trump aceitou sua explicação de que seu governo não se envolveu no pleito, assessores do presidente americano afirmaram à CNN que ele não comprou a versão do líder russo de que não houve interferência.

NO COMMENTS

Leave a Reply